Corações devastados: Um encontro com Nabeel Qureshi | Ravi Zacharias

Nabeel Qureshi, é um ex-muçulmano que se converteu ao cristianismo e, desde então, tornou-se um evangelista e apologista cristão junto ao ministério RZIM, de Ravi Zacharias. Em agosto de 2016, Nabeel descobriu que estava com um câncer avançado no estômago. Sem chances de recuperação, de acordo com os médicos, a equipe do ministério RZIM se reuniu para se despedir de seu caro colega. Ravi Zacharias escreve as emocionantes palavras abaixo.

……………………………

Não me recordo de ter participado de um encontro como esse. O amor, a cura, o pesar da alma, as lágrimas incontroláveis, e por fim os abraços, as orações e a despedida. Meu colega Stuart McAllister resumiu tudo em uma frase: “Foi um momento na história da igreja a ser lembrado.”

Foi a despedida preliminar da equipe do ministério RZIM ao nosso colega de equipe Nabeel Qureshi.

Eu estive recentemente com Nabeel na Malásia, onde ele pregou com muita unção e poder. As pessoas foram tocadas e vidas foram transformadas. Ao retornarmos, ele me perguntou se poderia participar de nosso encontro anual itinerante da equipe, uma vez que nos considera como sua família. Fiquei devastado com o pedido, uma vez que seu estado de saúde ficava mais delicado à medida que os dias passavam. A última coisa que eu desejava era que seu último suspiro fosse dado enquanto ele estivesse distante de sua preciosa esposa e de seu precioso filho. Ele, porém, estava confiante de que estaria bem para fazer a viagem.

Cerca de setenta de nossos itinerantes de cada continente se reuniram. Nabeel deu-nos uma palavra na manhã de abertura. Ele nos disse que os médicos perderam as esperanças e que não haverá procedimento cirúrgico (o que aconteceria apenas se a quimioterapia e a radiação tivessem funcionado). A medicina sente que fez tudo o que podia ser feito. Tem sido um privilégio do ministério RZIM cobrir as despesas médicas e sustentar ele e sua família através de todo esse tratamento desde a descoberta do câncer. Os doadores generosos do ministério RZIM têm estado mais do que dispostos a nos ajudar a arcar com os custos financeiros, que é pequeno comparada à agonia emocional e física – sem mencionar o abalo causado por isso tudo – que ele e sua família estão enfrentando.

Aos seus companheiros itinerantes, Nabeel disse: “Obrigado. Eu amo todos vocês e se magoei alguém, peço perdão. Mais importante ainda, minha fé está mais forte do que nunca em meu Salvador e, o que quer que esteja adiante, considerarei como sendo a vontade de Deus.” Então ele disse, “Vocês provavelmente não me verão mais falando em público e eu lhes digo adeus.” Ele, então, olhou em minha direção para compartilhar suas palavras finais de afeto a mim e nos disse adeus. Eu estava emocionado demais para dizer algo em reposta.

Nosso encontro não aconteceu sem precedentes bíblicos. O encontro trouxe à mente o discurso de despedida aos presbíteros efésios realizado por Paulo, um dos grandes evangelistas/apologistas que o mundo já conheceu, e compartilhei esse texto bíblico com eles. Atos 20.36-38 nos conta que após Paulo terminar de falar aos presbíteros, “ele se ajoelhou e orou com todos eles. E houve grande choro entre todos; e, abraçando Paulo, o beijavam. Eles ficaram tristes principalmente com a palavra que dissera de que não veriam mais o seu rosto. E o acompanhavam até o navio.”

Nosso Senhor ainda é capaz de curar Nabeel? Sim. Com seu sorriso cativante, ele mesmo disse: “Sim, ele é capaz, mesmo após eu estar sob a terra por três dias.” Ao mesmo tempo, ele percebe que seu corpo está se entregando. Ele está dividido entre o que parece ser iminente e aquilo que sempre é possível para Deus.

Uma vez que ele mesmo reconhece essa tensão, eu não quis aguardar para escrever este texto, pois desejo prestar tributo a provavelmente um dos pregadores mais esplêndidos que já ouvi. Eu o amo como um filho e tenho caminhando com ele como um colega.

Meu querido Nabeel, eu o amo, caro amigo, e meu coração dói em vê-lo partir deste mundo de modo tão breve. Mas, se é de algum conforto, você viveu até o momento o mesmo número de anos que nosso Senhor e Redentor. Além disso, o mundo é um caos. Ainda estamos presos pelos medos de viver em um mundo imerso em ódio e vivendo pela matéria, ganância, orgulho e violência. Você será liberto para a alegria da vida onde não há mais medos, lágrimas, ódio e derramamento de sangue, pois você estará com Aquele que já derramou seu sangue por você, onde o amor é supremo, onde a graça abunda e onde a alegria da alma é consumada. O sorriso de Deus o aguarda para dizer: “Bom trabalho.”

“As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração humano, são as que Deus preparou para os que os amam”, promete 1Coríntios 2.9.

Seus olhos agora verão e suas mãos agora tocarão aquilo que é a única Realidade.

Meu coração se move em direção a um hino que ouvi no funeral de minha avó. Eu tinha apenas nove anos de idade na época.

Comigo assiste, ó Deus!

A noite vem,

As trevas crescem, eis, Senhor, convém

Que me socorra a tua proteção;

Oh, vem fazer comigo habitação!

Depressa encontrarei o fim mortal;

Desaparece o gozo terreal;

Mudança vejo em tudo e corrupção;

Comigo faze eterna habitação!

Vem revelar-me teu querer, Senhor!

Divino Mestre, Rei, Consolador!

Meu guia forte, Amparo em tentação!

Vem, vem fazer comigo habitação!

Presente estás nas trevas e na luz;

Não há perigo, andando com Jesus;

A morte e a tumba não aterrarão

Àquele em quem fizer habitação!

Ó morte, em Cristo gozo a redenção!

Sepulcro, o pó verá ressurreição!

No reino além não há perturbação.

Com Deus eu herdo eterna habitação.

Adeus, meu caro Nabeel. Se não nos vermos em um futuro próximo, o verei nos pastos eternos.

Com nosso amor,

Ravi e toda a equipe RZIM

Traduzido por Jonathan Silveira.

Texto original: Torn Emotions: A Visit With Nabeel Qureshi. RZIM.

Ravi Zacharias é um evangelista e apologista cristão autor de vários livros, incluindo o premiado "Can Man Live Without God? e "Jesus among other gods". É presidente do Ravi Zacharias International Ministries, apresenta o programa de rádio semanal "Let My People Think" e é professor visitante do Wycliffe Hall of Oxford onde leciona apologética e evangelismo.

Veja também: