O deleite no Senhor e os desejos do coração | Jonathan Silveira

Todos nós desejamos a felicidade. Todos nós desejamos que os nossos sonhos se realizem. Pensamos sobre carreira, salário, moradia, saúde, ministério, namoro, estabilidade familiar etc.

Como lidar com esses nossos anseios do coração? Nem sempre nossos anseios, nossos sonhos são realizados. E, às vezes, não acontecem do modo como nós esperávamos. Para piorar, ainda é mais frustrante vermos pessoas que não tem qualquer compromisso com Deus prosperando e tendo seus sonhos realizados. Por que isso acontece? Por que Deus não concede os desejos do meu coração? Ele não quer que eu seja feliz? O que Deus tem a nos dizer a respeito disso?

O Salmo 37.4 diz: “Agrada-te do Senhor, e ele satisfará os desejos do teu coração”.

Podemos tirar duas lições deste versículo:

1. Nossa felicidade deve ser o próprio Deus

O versículo 4 diz: “Agrada-te”, “Deleita-te”, no Senhor. Tenha prazer em Deus. Sabe quando você come o seu prato preferido ou toma aquele sorvete ou aquele chocolate que você mais gosta? Não é a melhor sensação do mundo? Você, de repente, não se esquece de todos os seus problemas e pensa só naquele sabor? Se pudesse você prolongaria aquele sabor por várias horas. Isso é se deleitar. Deus quer que nós nos deleitemos Nele, que nós tenhamos prazer em buscá-lO, que nós tenhamos um sentimento de gratidão a Ele.

Nossa felicidade não pode estar em coisas perecíveis, justamente porque elas perecem, acabam. Quando elas perecem, nossa felicidade também perece. Nossa felicidade deve estar em algo imperecível, eterno, que é Deus.

Jim Carrey, ator hollywoodiano, disse certa vez em um discurso:

“Eu sempre disse que gostaria que as pessoas pudessem realizar todos os seus sonhos de riqueza e fama para que eles pudessem ver que esse não é o lugar onde eles vão encontrar o sentido da vida.”

Quando eu era adolescente, queria muito ter um videogame. Alguns dos meus amigos tinham e isso só aumentava o meu desejo de ter um também. Então, um dia, meu pai me deu um Master System. Não demorou muito tempo para eu enjoar e começar a jogar no Mega Drive de um amigo. Passado algum tempo, finalmente ganhei um Mega Drive. Mas, aí, descobri o Super Nintendo e o meu Mega Drive perdeu a graça.

Percebe como os nossos desejos têm altos e baixos? É por isso que não podemos confiar a nossa felicidade em algo que nós possamos perder. A única garantia de felicidade que temos é o próprio Deus. É o único bem que não podemos perder. Os desejos que Ele nos concede são meras consequências de um coração que se deleita Nele.

É importantíssimo que a gente entenda isso. A felicidade dos justos é o próprio Deus. Qualquer outra coisa que você ame, que você tenha deleite, e que tome o lugar de Deus, é um ídolo e deve ser destruído. E isso nos leva ao nosso próximo ponto.

2. Nossos desejos devem estar em sintonia com a vontade de Deus

A segunda parte do versículo diz: “e ele satisfará os desejos do teu coração”.

Você ama a Deus por quem Ele é ou por aquilo que Ele pode dar?

Se você não ama a Deus por quem Ele é, mas por causa daquilo que Ele pode te dar, então você também não ama a Deus. O que você realmente ama é o objeto, o bem que Ele pode te dar e não a Deus. Isso é idolatria. Não é esta a ideia do versículo 4.

Deus não concede os desejos que tomam o lugar Dele. Se você não se agrada de Deus, os seus desejos serão egoístas, para a sua própria satisfação. Então, a ideia desse versículo não é a de que você vai orar, se envolver nos ministérios e vai louvar tanto a Deus que você vai amolecer o coração Dele e Ele vai dar aquilo que você está querendo. Não! Se você pensa desta maneira, você não está interessado em amar a Deus, está interessado em amar aquilo que você deseja e que Deus pode te dar. Você não ama a Deus, ama apenas o poder Dele.

Quando oramos e apresentamos nossos desejos diante de Deus não é o coração de Deus que é mudado para se adequar aos nossos anseios, mas sim o nosso coração. A oração não muda o coração de Deus, muda o nosso.

Deleitar-nos em Deus faz com que a nossa vontade, os nossos desejos, sejam moldados de acordo com a vontade Dele. Quando nos agradamos em Deus, a nossa vontade se harmoniza, entra em sintonia, com a vontade Dele.

Há desejos que temos que são besteira ou que irão nos destruir no futuro se forem concedidos. Deus sabe disso. Por isso, Deus não nos dá sempre o que queremos. C. S. Lewis uma vez disse: “Se Deus tivesse respondido todas as orações tolas que fiz em minha vida, onde eu estaria agora?”

Leia também  Como lidar com a dúvida? | William Lane Craig

Então, não devemos nos frustrar quando não temos o que queremos. Deus sempre deseja coisas boas para nós, mas temos que nos deleitar no Senhor.

Deus não é um estraga-prazeres que tem o prazer de destruir nossos desejos e sonhos. Deus é um pai amoroso que quer o melhor para nós. Se você pede pão ao seu pai, por acaso ele te dá uma pedra? Se você pedir um peixe ele te dá uma serpente? Claro que não. Se é assim com um pai terreno, quanto mais com nosso Pai celestial!

Uma vez ouvi uma história de autoria desconhecida, que reproduzo aqui.

Havia, no alto da montanha, três pequenas árvores que sonhavam o que seriam depois de grandes.

A primeira, olhando as estrelas, disse: “eu quero ser o baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros. Para tal, até me disponho a ser cortada”.

A segunda olhou o riacho e suspirou: “eu quero ser um grande navio para transportar reis e rainhas”.

A terceira árvore olhou o vale e disse: “quero ficar aqui no alto da montanha e crescer tanto que, as pessoas, ao olharem pra mim, levantem seus olhos e pensem em Deus”.

Muitos anos se passaram e certo dia vieram três lenhadores e cortaram as três árvores, todas ansiosas em serem transformadas naquilo que sonhavam.

A primeira árvore acabou sendo transformada num coxo de animais, coberto de feno.

A segunda virou um simples e pequeno barco de pesca, carregando pessoas e peixes todos os dias.

E a terceira, mesmo sonhando em ficar no alto da montanha, acabou cortada em grossas vigas e colocada de lado num depósito.

Mas, numa certa noite, cheia de luz e de estrelas, onde havia mil melodias no ar, uma jovem mulher colocou seu bebê nascido naquele coxo de animais. E, de repente, a primeira árvore percebeu que continha o maior tesouro do mundo! (Lucas 2.7).

A segunda árvore, anos mais tarde, acabou transportando um homem que acabou dormindo no barco, mas, quando a tempestade afundou o pequeno barco, o homem levantou e disse: “PAZ!”

E, num relance, a segunda árvore entendeu que estava carregando o Rei dos Céus e da Terra! (Lucas 8.22-25).

Tempos mais tarde, a terceira árvore espantou-se quando suas vigas foram unidas em forma de cruz e um homem foi pregado nela. Logo, sentiu-se horrível e cruel. Mas, no terceiro dia, o mundo vibrou de alegria e a terceira árvore entendeu que nela havia sido pregado um homem para a salvação da humanidade e que as pessoas sempre se lembrariam de Deus e de seu Filho Jesus Cristo ao olharem para ela. (Lucas 23.33 e 24.1-9).

Cada uma das árvores teve o que desejava, mas não da forma que imaginou. Não sabemos dos planos que Deus tem para nós, sabemos apenas que Seus caminhos podem não ser os nossos, mas são sempre os melhores!

Portanto, não se inquiete com os seus desejos, com o seu futuro, com a prosperidade de outras pessoas. Busque sua satisfação em Deus.

Em Efésios, o apóstolo Paulo ora para que nós possamos ser tomados de toda a plenitude de Deus. Quando estamos cheios da plenitude de Deus, não sentimos falta de outras coisas, não nos preocupamos tanto.

Ele diz assim:

“Habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus” (Efésios 3.18-19).

O amor de Cristo por nós excede todo entendimento. Devemos ser gratos a esse Deus que deu o Seu único Filho para morrer por nós e nos salvar. Que amor incrível!

Faculdade, carreira, namoro etc., todos podem sonhar com essas coisas. Mas a nossa felicidade não pode depender da realização desses sonhos. Nossa felicidade está em Deus que, através de Jesus, nos permite ter um relacionamento íntimo com o Pai e nos dá vida eterna.

Assim, deleite-se no Senhor e acalme o seu interior.

Jonathan Silveira é graduado em Direito pela Universidade São Francisco e mestre em Teologia pelo programa Master of Divinity da Escola de Pastores da Primeira Igreja Batista de Atibaia. É membro na Igreja Batista da Palavra, em São Paulo, trabalha na área de produção editorial e marketing em Edições Vida Nova e é fundador e editor do site Tuporém.

20 Comentários

  1. Simone Paulo disse:

    Obrigada pela atenção ZX estava meditando sobre o salmista 37,4 fui surpreendida pela explicação clara e objetiva.

    • JOSUE FRANCISCO DOS SANTOS disse:

      Parabéns pelo excelente estudo do salmo 37 em diante, eu já esperava isto do salmista que ele queria passar para todos nós que conhecemos o Senhor. Excelente!!

  2. Claudemiro francisco Agostinho disse:

    Muito bom mesmo! Didático…

  3. luiz rocha disse:

    amei demais esse post, tudo que eu estava precisando ler, gostaria muito de saber se o fundador do site tem livros escritos, fiquem na paz, amem

  4. Zilda borges disse:

    Estudo maravilhoso!! obrigada PR.
    Muito me edificou.

  5. Marcella Yasmin Cavalcante disse:

    Ontem estava a procurar uma amiga que teve um surto e acabou se perdendo, ao ponto até de querer tirar sua vida. Um padre daqui de perto da paroquia, me ajudou com pistas para encontra la através de oração, enquanto ele orava ele me disse uma frase ” As vontades do coração nem sempre são as vontades de Deus” e completou dizendo que o que estava acontecendo seria uma grande lição para nós que estávamos ali e para os jovens!. Depois de todo o ocorrido eu resolvi procurar uma leitura que me dissesse algo sobre tudo… e encontrei aqui. me ajudou muito e me fez compreender muitas coisas. Adorei e claro que irei compartilhar com os amigos. obg

  6. Leda Bruno godoy disse:

    Gosto muito de tudo que lê me faz pensar como jesus quer que vivemos pra ele e não pro mundo me faz entender que tudo nós podemos mais sem Cristo Jesus em nossas vidas e imposivel Dermot felizes por completo

  7. Fabinho disse:

    Muito Boa a palavra, Deus continue abençoando sua vida e ministério.

  8. Isabela Nicacio disse:

    eu estava precisando muito ler isso! obrigada que Deus te abençoe ainda mais

  9. Andrielly disse:

    Era exatamente isso que eu precisava ler! Minha mente mudou completamente. obrigada!

  10. Maria Madalena Mendes disse:

    Ler o que vc escreveu mudou minha maneira de ver as coisas que buscava em Deus vou ser melhor em Deus é buscá lo de forma que o agrade.obrigada pelo esclarecimento

  11. Raquel disse:

    Explicação maravilhosa, finalmente entendi o que Deus queria falar comigo. Obg.

  12. Estefanny Caroline da Costa Corrêa disse:

    Nossa muito lindo o texto, realmente tudo verdade, nossa felicidade deve estar em Deus.❤️❤️❤️

  13. Euda dutra guanabara disse:

    Maravilhoso saber que Deus não nos dá às coisas que queremos, da forma que pedimos. Mas nos dá da forma que ele acha melhor. Louvado seja Deus!

  14. Ruth BK disse:

    Q palavra linda!

  15. Milena disse:

    Que palavra abençoada

  16. Turenne disse:

    Muito bom!

  17. Rafaele disse:

    Estava procurando um estudo específico sobre esse trecho da Palavra,e cri que Papai o abençoou com graça para compartilhar esse entendimento. Que seus pés nem sua fé vacilem e que seu relacionamento com ele seja sempre crescente.

  18. Edson Cavalcante disse:

    Otima palavra. Estava procurando algo que me explicasse o Salmo 37.4 e acabei encontrando mais do que procurava!!!

  19. Maria Aparecida disse:

    Vejo que muitos como eu estava a procura da revelação divina do Salmo 37 muitas das vezes nem imaginamos de onde vem a resposta que desejamos. E Deus usa seu servos para nos abencoar e abrir nosso entendimento. Desejo muita luz de Deus no seu caminhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *